AÇÕES COLETIVAS!

Programa Aprendiz Comgás – Oportunidade de conhecer outros coletivos culturais da zona leste e criar uma proposta coletiva de fortalecimento desses coletivos.

Veja matéria sobre esse processo do qual os Filhos da Dita participa!

Grupos do Coletivo Jovem finalizam proposta colaborativa

Coletivos da Zona Leste de São Paulo se reúnem com a educadora Fernanda de Oliveira, do PAC

Reunidos desde junho de 2013, os coletivos Cinemateus, Filhos da Dita, Marginaliaria, Usina dos Atos e Grupo Palavra – todos localizados na Zona Leste da cidade de São Paulo – publicam proposta colaborativa para garantir sustentabilidade de suas iniciativas socioculturais.

Elaborada ao longo de nove encontros norteados pela Tecnologia Social para Juventude do Programa Aprendiz Comgás aliada às expertises dos coletivos, o documento traz estratégias voltadas à formalização jurídica, bem como à gestão do conhecimento e à participação social.

Nesse sentido, a proposta tem como foco aumentar a visibilidade das ações desenvolvidas para contribuir com a sustentabilidade destas iniciativas, por meio de estratégias que visem o fortalecimento organizacional e a maior articulação com o poder público e privado.

Caio César, do projeto Usina dos Atos, integra o Coletivo Jovem

“Acredito que o Coletivo Jovem é uma ótima oportunidade para interação entre diferentes coletivos. Por meio dos encontros, pudemos aprender, uns com os outros, novas formas de fazer, caminhos para superar desafios encontrados no dia a dia de nossos grupos. A Juventude da Leste é pulsante, cria, faz e acontece e para nós, processos como esse, desenhado e aplicado pelo PAC, só fortalecem nossas ações e possibilitam um futuro menos invisível e mais sustentável”, garante Caio César, que atua no projeto Usina dos Atos.

De forma comprometida, os nove jovens representantes dos coletivos empreenderam esforços para que os mais de 50 jovens envolvidos pudessem contribuir com a proposta. A partir de agora, esperam dar continuidade à reflexão junto a outros grupos da Zona Leste paulistana. Para isso, a equipe do PAC fará o acompanhamento da aplicação da proposta colaborativa e visitará os projetos desenvolvidos pelos jovens. Além disso, serão organizados encontros temáticos, dos quais outros grupos poderão participar. O primeiro foi realizado no dia 21 de Setembro, no CEU São Mateus.

De acordo com Fernanda de Oliveira, articuladora do PAC que acompanha as ações do projeto, “os coletivos possuem pouco espaço e apoio para fortalecer sua estrutura organizacional e a falta de reconhecimento dos diferentes setores sociais é responsável pela invisibilidade das organizações juvenis”. Sendo assim, durante os encontros dos grupos, puderam-se debater questões relacionadas à sustentabilidade de projetos, tais como: captação de recursos, formação de equipe, parcerias, metodologias, sistematização e comunicação/divulgação de projetos.

Alex Monteiro compõe o Coletivo Cultural Marginaliaria

“O PAC trouxe ótimas discussões entre os grupos, assuntos que poderão ser compartilhados com nossos parceiros locais. Nesse sentido, o intercâmbio de conhecimentos e de práticas entre os coletivos é importante,  uma vez que cada um tem uma dinâmica e uma metodologia próprias de produção e uma linguagem artística diferente”, ressalta Alex Monteiro, integrante do Coletivo Cultural Marginaliaria.

Além disso, os coletivos optaram por ser os beneficiários diretos das ações para garantir a abrangência e a continuidade das atividades atualmente exercidas por cada grupo em sua respectiva linguagem: teatro, literatura, formação artística e audiovisual.

Para a gestora do Programa Aprendiz Comgás, Rayssa Aguiar, apoiar o fortalecimento dessas iniciativas significa “empreender uma nova maneira de apostar no potencial destas iniciativas, de uma forma mais integrada com a transformação das comunidades onde atuam. Nesse sentido, o PAC tem o papel de colaborar com os coletivos jovens para que garantam, cada vez mais, a sustentabilidade de seus projetos”, declara. Para ficar por dentro das ações do Coletivo Jovem do PAC, fique ligado em nosso site! E conheça a proposta colaborativa, na íntegra, clicando a seguir: http://aprendizcomgas.org.br/wp-content/uploads/2013/09/Proposta.pdf

5° Encontro Comunitário de Teatro Jovem da cidade de São Paulo

Em 2013, o lema do Encontro é “Nossa Pátria é o Teatro”!

Todos estão convidados a participar desse momento, derrubando as fronteiras impostas a nós, trocando e se permitindo tocar!

Participe! Venha!

 

O Encontro é realizado coletivamente pelos grupos Pombas Urbanas, Núcleo Teatral Filhos da Dita, Cia Aos Quatro Ventos e Trupe Palombar!

“NOSSA TEORIA É A PRÁTICA”

Eita Rede Livre Leste… como essa integração de grupos de teatro jovem “tá” rendendo!

Em 2011, realizaremos o projeto Nossa Teoria é a Prática, com o apoio do Programa VAI (Valorização de Iniciativas Culturais) da Secretaria Municipal de Cultura.

O projeto, elaborado pelos grupos que compõem a Rede Livre Leste (Arruacirco, Balaio, Bico de Lata, Filhos da Dita, Outro Eu e Trapos dell’Arua), propõe a interlocução dessa Rede, com grupos das regiões norte, sul, leste, oeste e centro, para a realização de fóruns que discutirão temas inerentes a esses grupos, apresentação de uma intervenção artística e leitura do Manifesto Policêntrico Livre Leste.

Em breve, mais informações!

01 ANO DE REDE LIVRE LESTE

12 meses de articulação, lutas sociais e mobilizações culturais na periferia da zona-leste de São Paulo. Convites para participação em seminários, debates, fóruns, simpósios e eventos que destacassem a importância da articulação em Rede por uma transformação social real, pela justa distribuição de recursos públicos para cultura, pela valorização e reconhecimento de grupos em sua maioria comprometidos em fazer, pensar, pesquisar e AGIR artísticamente em suas comunidades, fortalecendo suas raízes comunitárias, dialogando de fato com o público, a massa, que começa logo alí ao lado com seu vizinho.

Um ano da Rede Livre Leste está aí para mostrar que o crescimento é político, artístico, organizacional. As realidades que compartilhamos na Rede são das mais diversas (núcleos cooperativados na cooperativa paulista de teatro, núcleos querendo sair da cooperativa paulista de teatro, núcleos vinculados a ponto de cultura, núcleos com participação em projetos de fomento, núcleos vivendo a beira do penhasco pós VAI e núcleos que já se jogaram nesse abismo faz tempo) mas que de fato trazem uma necessidade, uma urgência, em comum: a busca pela autonomia, emancipação, consolidação, sustentabiluidade, ou seja lá qual for a palavra dada para garantir a continuidade do próprio trabalho e pesquisa artística.

A dimensão atingida pela Rede em um ano de existencia é de respeito. Ainda sem entender se abre ou fecha suas entradas, se dialoga ou se barra certas instituições, questões, poderes, se se mostra por completo ou se bola estratégias para chegar aos pouquinhos, de fato o que se percebe é que a dinâmica da Rede é própria de um organismo vivo, que propõe dinâmicas próprias a partir de determinado contexto. Ainda mais nesta Rede em específico, que se propõe enquanto concretização do encontro presencial, do discurso construído na ação, da arte e do artista totalmente vinculados ao público, ao cotidiano e ao ambiente a que se destina.

 

1° CORTEJO LIVRE LESTE

Tem uma coisa muito legal acontecendo com grupos compostos por jovens: a necessidade de se conhecerem e trocarem experiências!

E o Núcleo também está sentindo isso e já aproveitou pra participar do 1° Cortejo Livre Leste que aconteceu no dia 01 de agosto lá na Vila Curuça promovido pelo Grupo do Balaio e que contou também com a participação dos grupos Arruacirco, Loucura Alternativa, Formação Doutores da Alegria, Menin@s do Circo, Filhos da Dita, Pombas Urbanas, Cia. Realúdica, Núcleo de Formação em Música e Luteria e artistas da região.

Foi muito importante e fortalecedor para o Núcleo, a participação do cortejo e a troca que ele possibilitou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s